Soluções para melhorar a gestão da sua escola, clique e conheça.

GestãoGestão EscolarInovaçãoTecnologia

Como utilizar a Inteligência Artificial na Gestão Escolar

A transformação digital pela qual a sociedade vem passando nos últimos anos, principalmente com o advento das novas tecnologias como Inteligência Artificial, Big Data, Inteligência de Dados e tantas outras, vem impactando diretamente o modo de produzir, e consequentemente de viver, em todo o mundo.

Na educação, assim como em outras áreas da economia, o uso das tecnologias emergentes tem revolucionado a prática educativa, proporcionando o desenvolvimento de novas ferramentas digitais para otimizar e personalizar o processo de ensino-aprendizagem.

Mas a transformação ocasionada pela adoção dessas tecnologias, em especial a Inteligência Artificial, extrapola a área pedagógica e está cada vez mais presente em outros setores das instituições de ensino, tornando as atividades administrativas, financeiras e acadêmicas mais assertivas.

Neste texto, vamos entender como a Inteligência Artificial vem contribuindo para a gestão escolar e trazer suas aplicações práticas no dia a dia da instituição.

O que é a Inteligência Artificial

Antes de falarmos sobre como a Inteligência Artificial otimiza os procedimentos internos na escola, é importante buscarmos uma definição para essa tecnologia que está cada vez mais presente em nossas vidas.

No conceito mais amplo, a Inteligência Artificial é definida como um campo da ciência da computação que estuda e desenvolve soluções capazes de reproduzir o pensamento e o comportamento humano na tomada de decisões e na execução de tarefas. 

São ferramentas que realizam a análise de um grande volume de informações (Big Data) identificando padrões com o auxílio de diferentes métodos como o Machine Learning e o Deep Learning, por exemplo.

De um modo geral o Machine Learning, também chamado de aprendizado da máquina acontece de modo automático reconhecendo e reproduzindo os padrões com base em informações prévias e algoritmos, como por exemplo, os mecanismos de busca textual na internet. Já o Deep Learning é uma subárea do Machine Learning e simula as conexões do cérebro humano para análise dos bancos de dados.

Apesar de parecer complexo, são muitas as plataformas de Inteligência Artificial que utilizamos no dia a dia e que já foram totalmente incorporadas à nossa rotina, como os mecanismos de buscas, as assistentes virtuais e as redes sociais. 

E 2023 certamente será lembrado pelo ano em que a evolução desta tecnologia – a Inteligência Artificial Generativa – foi apresentada ao mundo e rapidamente se difundiu entre os usuários da internet, primeiro com o ChatGPT e depois com outros aplicativos.

Vale lembrar que a IA Generativa é um tipo de Inteligência Artificial que possibilita a produção de textos, imagens e outros conteúdos a partir de solicitações feitas na linguagem comum. Assim como nos demais métodos de IA, este sistema também precisa ser treinado, uma vez que os textos e imagens são gerados a partir de informações já disponíveis na rede. 

A revolução apresentada por essa tecnologia foi tamanha que em todo o mundo, pesquisadores e autoridades correm contra o tempo para regulamentar o seu uso e definir os limites éticos da IA Generativa.

Mas, deixando a polêmica sobre o uso racional e ético desta tecnologia de lado, já vimos que a Inteligência Artificial é uma realidade em nossas vidas e tem impactado diretamente a rotina produtiva nos mais diferentes setores econômicos e, claro, que na educação também.

Como a IA pode ser integrada à Gestão Escolar

Como citamos no início do texto, a adoção de ferramentas de Inteligência Artificial nas instituições de ensino vai muito além da prática pedagógica. Na escola, essas soluções podem otimizar o trabalho da equipe e tornar os processos organizacionais mais rápidos e assertivos.

Confira algumas aplicações práticas da tecnologia no ambiente escolar:

  1. automação de processos como cobrança, controle de frequência e gerenciamento de notas;
  2. emissão de relatórios e declarações acadêmicas;
  3. análise preditiva a partir do base de dados da instituição, indicando os melhores caminhos para a gestão estratégica;
  4. acompanhamento personalizado do aproveitamento dos alunos e adoção da educação adaptativa;
  5. auxilia os professores no planejamento das aulas e no preenchimento dos diários de classe.

Como vimos, são inúmeras as possibilidades que a Inteligência Artificial traz às rotinas administrativas e pedagógicas. E, na Gestão Escolar, mais especificamente, os sistemas baseados nesta tecnologia permitem que o planejamento estratégico e as tomadas de decisão sejam feitas de forma mais consciente e assertiva, uma vez que coletam, armazenam e analisam as informações, permitindo uma abordagem data driven, ou seja, baseada em dados

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow by Email
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram